Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Qui | 31.08.17

Salsichas de feijão branco 100% vegetais

Gualter Rainha

21106658_750417601817139_6235637127700358727_n.jpg

Quando se fala em comida vegetariana, muito é associada a saladas, a misturas de sementes, frutas, massas, soja, tofu, etc etc... A cozinha vegetariana é tão igual a outra qualquer, é tão entusiasmante como outra qualquer, com pratos e tipos de comida que se assemelham a qualquer prato dito "comum". A única diferença, é que não se usam produtos como a carne, peixe, ou seus derivados.

Quem diria!! Uma salsicha super saborosa de feijão branco! Decidi recriar o típico cachorro quente, mas este é especial, é 100% vegetal.

Este prato pode ser com ou sem glúten, conforme o pão ou farinha que usar.

 Ingredientes

  • Uma cebola pequena
  • 2 dentes de alho
  • 1/2 pimento verde
  • Azeite, sal, pimenta preta q.b.
  • 250 g de feijão branco cozido e triturado (bem escorrido)
  • Cebolinho 
  • 100 gramas de farinha, com ou sem glúten

Preparação

  1. Comece por escorrer muito bem o feijão branco, convertendo-o em uma espécie de puré. Corte os demais ingredientes finamente.
  2. Refogue ligeiramente a cebola, o pimento verde e o alho em fio de azeite, com pitada de pimenta preta e sal q.b. Logo que a cebola amoleça, adicione o cebolinho e deixe refogar um minuto, sensívelmente, para que liberte os seus aromas.
  3. Adicione o feijão bem desfeito, e envolva tudo muito bem.
  4. Junte a farinha e amasse todo o conteúdo, de forma a que o resultado seja uma massa macia. 
  5. Enrole a massa com as mãos, como se fazem os "biscoitos", para que comece a ganhar forma de salsicha. Corte com o tamanho desejado.
  6. Frite, ou asse-as em fio de azeite até que fiquem douradinhas.

 

Capturar.PNG

 

IMG_20170831_113347_689.jpg

 

O pão o ketchup e a mortarda, escolhi-os sem derivados de animal, que falcilmente encontram à venda nos supermercados locais.Tudo muito acessível em termos de preço.

Podem fazer maior quantidade de salsichas e congelar! Salsichas saudáveis, para o dia a dia.  

IMG_20170831_221305_757[1].jpg

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Seg | 28.08.17

Cocktail Ginger Ale com groselha

Gualter Rainha

21150147_1828003690847739_777120337121834427_n.jpg

 

Este é um cocktail que cai como uma luva nos dias quentes de verão, pelas suas cores vibrantes, aromas e sabor. É o tipo de cocktail que poderá servir em convívios, e até mesmo servido a crianças, porque não tem álcool. É um cocktail à base Ginger Ale, uma bebida sem álcool à base de gengibre

 

Ingredientes (para 2 copos)

  • 1 garrafa de Ginger Ale de 25 cl
  • 4 colheres de xarope de groselha (comprei da marca Dia)
  • 2 pedaços de gengibre cortado às fatias
  • 4 fatias de limão
  • Folhas de menta frescas
  • Gelo q.b. 

 

Modo de preparar (por cada copo)

  1. Comece por colocar o xarope de groselha no fundo de cada copo (2 colheres de sopa por copo). Sobreponha com uma fatia de limão.
  2. A seguir coloque o gelo até metade do copo. Sobrepondo com mais uma fatia de limão e de gengibre.
  3. Termine de encher com gelo até ao topo, e cuidadosamente, verta o Ginger Ale. Finalize com folhas de menta frescas para decorar.

Capturar.PNG

Nota: Para conseguir o efeito de camadas coloridas, deve verter o Ginger Ale devagar, usando o gelo e o limão como "apoio". Desta forma conseguirá com maior precisão.

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Dom | 27.08.17

Bifes de seitan à Regional com batata a murro

Gualter Rainha

IMG_20170826_210638_796.jpg

 

Quando falamos de gastronomia típica Açoriana, não poderíamos deixar de falar do bife à Regional. Afamado pela carne que se diz de qualidade, temperado com um molho rico feito de alho e malaguetas, louro e notas de vinho branco.

Pois bem, o meu objetivo de hoje é trazer-vos o sabor típico deste molho delicioso, sem crueldade animal.  Iremos usar o seitan como fonte de proteína, conhecido como a "carne" vegetariana. 

O seitan, glúten, ou ainda carne vegetal, é retirado de cereais como o trigo, sendo um ótimo substituto da carne, pelo aspeto e textura.

Pode ser grelhado, cozido, empanado, assado, ou usado como recheio de lasanhas, empadas, etc. É um produto versátil, e pode ser encontrado nos supermercados, nas zonas de produtos naturais.

 

page.jpg

 

É um alimento rico em proteínas e pobre em gorduras. 100 g de seitan tem cerca de 19,6 g de proteína vegetal. 

Os doentes celíacos não devem comê-lo, devido ao glúten. 

Este prato é 100% vegetal e sem lactose.

 

Ingredientes (2 pessoas)

  • 250 g de seitan
  • 1 malagueta de curtume típica dos Açores
  • 1 cabeça de alho 
  • 1 folha de louro
  • 50 ml de vinho branco
  • Azeite q.b.
  • sal e pimenta preta q.b.
  • 1 colher de sopa de manteiga vegetal

 

Preparação

Seitan

  1. Preparação

    1. Corte o seitan em fatias.
    2. Comece por dourar os bifes de seitan numa frigideira antiaderente com fio de azeite. Temperar com sal e pimenta preta a gosto.
    3. Juntar os alhos esmagados comcasca, a folha de louro e as tiras de pimenta de curtume. Deixe refogar cerca 5 minutos, de forma a que o alho e a pimenta cozinhem um pouco.  
    4. Regue com o vinho branco, deixando que este evapore o álcool e reduza um pouco.
    5. Incorpore a manteiga, e mexa com uma colher até obter um molho brilhante, sem deixar ferver.

 

IMG_20170826_210638_796.jpg

Batatas a murro com salsa

  1. Lave as batatas e leve-as ao forno, simples com casca até que fiquem macias.
  2. Depois de prontas, dar um pequeno murro na batata, para que espalmem um pouco. Colocar num tabuleiro com tamanho desejado, regar com azeite, temperar com sal a gosto e salsa fresca.
  3. Levar ao forno com temperatura 200 ºC por 10 minutos, e servir com o seitan à Regional.

IMG_20170826_205115_143.jpg

Sirva com amor!

IMG_20170827_162851_729.jpg

 

IMG_20170827_162432_208.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qua | 23.08.17

Batata ao grão

Gualter Rainha

IMG_20170823_194945_382[1].jpg

Esta é uma daquelas receitas que criei a pensar em algo super versátil, e pudesse comer a qualquer refeição. É rápido de se fazer, e super confortante. Hoje foi o meu jantar, e fiquei super satisfeito, e é tão saboroso!!

As leguminosas no geral, neste caso o grão de bico, oferecem alternativa à carne, pelo quantidade de proteína que possuem, neste caso proteína vegetal, e são livres de gorduras saturadas. Possuem cerca de 19 gramas de proteína vegetal por 100 gramas do produto.  

A nossa saúde agradece.

A receita é 100% vegetal, sem glúten e sem lactose.

 

Ingredientes (3 a 4 pessoas)

  • 2 Batatas grandes
  • 200 gramas de grão de bico cozido
  • 1 cebola das grandes
  • 3 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de molho de soja
  • 1 colher de chá de cominhos
  • 1 1/2 colheres de paprika
  • sal, pimenta preta e azeite q.b.
  • Salsa fresca q.b.

Preparação

  1. Lave as batatas (deixe a casca) e corte-as em circulos com cerca de 1 centimetro de altura. Leve-as ao forno com fio de azeite (pouco), a 180 ºC, até que as batatas estejam assadas. 
  2. Corte a cebola e o alho finanente, e leve ao lume com fio de azeite. Adicione a pimenta preta, sal, cominhos e paprika, até que que os sabores e aromas se misturem. Depois da cebola refogada, adicione o molho de soja e o grão de bico cozido. Envolva tudo, deixando no lume por mais 5 minutos sensivelmente. Apague o lume, e adicione salsa picada a gosto.
  3. Para servir, faça montinhos do salteado de grão de bico em cima das batatas, e sirva. 

IMG_20170823_215708_584[1].jpg

 

Nota: Podem fazer o salteado de grão um dia antes, e o que restar podem guardar no frigorifico por uns dias, desta forma, podem ter um lanche ou pequeno almoço super nutritivo sempre à mão. Podem também por no pão se preferirem.

 

IMG_20170823_220251_179[1].jpg

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qua | 23.08.17

Gnocchi de milho doce, com salteado de cogumelos e manteiga de sálvia

Gualter Rainha

IMG_20170822_195346_505.jpg

Hoje ao circular pelo concelho da Povoação, deparei-me com o habitual senhor, que diarimente vende milho doce na sua carrinha, cozido nas fumarolas na freguesia das Furnas.

Foi o motivo para a inspiração da minha receita de hoje. Há que aproveitar o que é "nosso"!! O milho cozido nas caldeiras.

Gnocchi, é uma massa de origem italiana de formato arredondado, conhecido pela sua leveza e subtileza de sabor, conforme os sabores dos molhos. Quando bem executado, quase que se desfaz na boca de tão macio. Eu adoro!

Esta receita é 100% vegetal, e sem lactose. 

 

Ingredientes (3 pessoas)   

  • 3 maçarocas de milho (usei cozido)
  • 240 ml de leite de soja
  • 1 colher de chá de sal
  • 6 colheres de farinha de trigo
  • Mais 10 colheres de farinha de trigo para moldar a massa com as mãos

Para o salteado de cogumelos e para a manteiga de sálvia

  • 5 cogumelos do tipo shikate frescos
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 dentes de alho
  • Pimenta preta e sal q.b.
  • 1 colher de chá bem cheia de curcuma (acafrão das indias)
  • 70 g de manteiga de soja (usei planta de soja)
  • Folhas de sálvia frescas

Preparação

  1. Lave as maçarocas (espigas) de milho e corte os grãos. Na liquidificadora bata o milho, o leite, a farinha de trigo ( as 6 colheres) e o sal. Depois de estar tudo homogêneo, passe a mistura no coador, e o creme resultante coloque-o numa panela e leve ao lume, médio, mexendo sem parar até engrossar e soltar do fundo. Depois de pronto, apague e deixe arrefecer.
  2. Depois de fria (massa), trabalhe a massa com as mãos, adicionando a farinha de trigo gradualmente até que a massa deixe de colar nas mãos (quanto menos farinha usar melhor, eu usei 8 colheres).
  3. Faça rolinhos da espessura do dedo pequeno e corte os gnocchis com cerca de 1 centimetro. Cozinhe-os aos poucos em bastante água a ferver com pitada de sal, retirando-os assim que subirem à superfície.

ComoFazerNhoqueDeMilho_CozinhandoPara2ou1.jpg

 

Nota: Enquanto os gnocchis cozem, comecem a preparar os cogumelos e a manteiga de sálvia.

  1. Leve os cogumelos (finamente cortados) com o azeite ao lume, com a pimenta preta e pitada de sal. 5 minutos depois adicione o alho, e deixe mais uns breves instantes.
  2. Num outro tacho, adicione a manteiga, as folhas de sálvia (cortadas e inteiras), e a curcuma. Deixe que a especiaria e a erva aromática libertem os seus aromas e sabores.
  3. Depois da manteiga pronta, misturam-se os gnocchis, salteando tudo junto. Por fim juntam-se os cogumelos, envolvendo nos gnocchis.

Nota: Deve ser comido no próprio dia acabado de fazer. 

IMG_20170822_194819_596.jpg

 

IMG_20170822_200444_090.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Dom | 20.08.17

Mousse de chocolate com abacate e maracujá

Gualter Rainha

20598642_OUvrd.jpeg

A receita que partilho hoje, é sem dúvida uma super mousse de chocolate, pelos benefícios do abacate, do chocolate negro e do maracujá.

Imaginem aquela mousse muito cremosa e fresca num dia bem quente de verão. Agora imaginem isto conjugado de forma saudável! Comer sem muito pecado.

Decidi juntar o maracujá a esta mousse, para dar um cunho à minha origem Açoriana. Se há fruta que faz jus a toda a tropicalidade dos Açores, é sem dúvida o maracujá, e nesta altura do ano estão bem baratos e doces! Aproveitem esta doçura extra para reduzirem na quantidade de açúcar! Deixo a dica. 

 

20598641_qUZs6.jpeg

Ingredientes (para 2 a 4 pessoas)

  • 2 abacates (pele escura) maduros
  • 4 colheres de sopa de cacau em pó
  • 50 g de chocolate com 70% cacau ou superior, derretido em banho maria,
  • 6 tâmaras sem caroço
  • 1/2 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 pitada de sal 
  • 4 a 8 maracujás

Modo de preparação

  1. Cortar os abacates ao meio, retirando a polpa.
  2. Colocar todos os ingredientes num processador de alimentos, com a exceção dos maracujás e misturar até se obter um creme macio.
  3. Servir com polpa de 2 maracujás por tacinha.

 

                                              IMG_20170820_173557_108.jpg

 

 

 

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Sex | 18.08.17

Esparguete com pesto de tremoço e manjericão

Gualter Rainha

 

IMG_20170611_203814_630.jpg

 

É com muita satisfação que partilho a minha primeira receita aqui no Blogue! 

Como estamos no verão, decidi partilhar uma receita fresca e cheia de aromas. É uma receita com massa, esparguete, com pesto de tremoço e manjericão. A combinação é perfeita!

O tremoço habitualmente é consumido como aperitivo, e hoje, vou dar-vos uma dica de como o poderão consumir de forma diferente.

O tremoço será a nossa fonte de proteína. Iremos conjugar com a levedura nutricional de cerveja, que além de conter proteína, a levedura nutricional de cerveja está repleta de nutrientes e fibras. Uma verdadeira maravilha em termos nutritivos. O tremoço contém 36 gr de proteína por 100 gr de produto, a levedura nutricional de cerveja cerca de 7 g. por cada colher de sopa. São duas fontes riquíssimas de proteína.

O prato é 100% vegetal e sem lactose. Em relação ao glúten, poderá fazer com ou sem, conforme a massa que usar.  

Ingredientes

  • Cerca de 50 g de manjericão fresco (folhas)
  • 2 dentes de alho
  • 100 ml de azeite
  • Cerca de 130 g de tremoço cozido e descascado
  • 1 colher de sopa de levedura de cerveja (nutricional)
  • Sal e pimenta preta a gosto

Preparação

  1. Limpe o manjericão, separe as folhas. Lave e seque-as com um guardanapo. Reserve
  2. Coloque no liquidificador o azeite, o manjericão e os alhos. Bata até conseguir uma mistura homogénea.
  3. Acrescente os restantes ingredientes, retificando com sal e pimenta preta se necessário.

Nota: coza o esparguete inicialmente. Enquanto a massa arrefece, prepare o pesto. Tenha em atenção que juntar o pesto na massa quente, a cor do pesto altera-se, ganha uma tonalidade acastanhada e não queremos isso.

Para servir, é só envolver o pesto de tremoço no esparguete, decorando com folhas ou rebentos de manjericão fresco.

26196320_809992775859621_2201813442581638758_n.jpg

 

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#