Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Ter | 31.10.17

Barquinhos de batata doce abóbora, húmus, pêra e caju.

Gualter Rainha

IMG_20171030_175837_764.jpg

Esta receita surgiu pela inspiração na caravela portuguesa, conjugando alguns sabores que adoro, entre eles a batata doce, o húmus para lhe dar cremosidade, e o crocante da pêra (ainda rija) e cajus tostados, com tomilho. Um snack excelente para um final de tarde, que vai surpreender!

Batata doce, quem gosta? Eu AMO, e considero-a um super alimento.

Lembro-me quando referiam que a batata doce engordava imenso, mas, está comprovado que não, consumida de forma consciente, claro! A batata doce tem uma excelente capacidade para fornecer energia devido aos seus hidratos saudáveis, que não elevem em excesso o nível de açúcar no sangue, sendo uma excelente opção para quem faz ginásio frequentemente.

Além disso, quando consumida em pequenas quantidades, também pode ser usada em dietas de emagrecimento, pois ajuda a diminuir rapidamente a fome, ajuda a emagrecer, fortalece o sistema imunitário e ótimo para a constituição da massa muscular para quem faz ginásio. Ótimas razões? Creio que sim!

 

Ingredientes:

  • 1 batata doce média
  • 2 pêras pequenas (rijas)
  • Tomilho fresco
  • Húmus
  • Cajus tostados
  • Azeite, pimenta preta, sal q.b.

Ingredientes para o húmus cremoso (simples)

  • 100 gramas de grão de bico cozido
  • 1 colher de chá de sementes de sésamo tostadas
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão
  • Pitada de cominhos moídos e pimenta preta
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • Sal q.b.

Preparação

  • Comece por cortar a batata doce às rodelas, tempere com fio de azeite e sal fino. leve ao forno a 180 º C por cerca de 15 minutos, ou até que estejam ligeiramente tostadas.
  • Corte a pêra em meias luas finas, e comece a torrar os cajus.

Para preparar o húmus

  • Junte todos os ingredientes no processador de alimentos, ou num recipiente passe-os com a varinha mágica até que consiga uma espécie de puré cremoso e liso.

Capturar.PNG

Montagem

  • Comece com a batata doce assada, sobrepondo com um pouco de húmus.
  • Segue-se a pêra cortada em meias luas, e a finalizar, o caju e um pouco de tomilho fresco, para lhe proporcionar um aroma fresco e arrojado.

IMG_20171031_090445_395.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qui | 26.10.17

Probióticos

Gualter Rainha

two-easy-to-make-probiotic-drinks_1.jpeg

Quem já ouviu falar em probióticos?

Os probióticos estão cada vez mais presentes na nossa alimentação, pelas suas características e seus benefícios para a nossa saúde, nas mais variadas formas, feitios e sabores. 

Na sua definição, um probiótico é considerado um suplemento alimentar, rico em micro-organismos vivos, que afeta de forma benéfica seu consumidor, através da melhoria do balanço microbiano intestinal. 

No entanto, os seus benefícios não se ficam por aqui, através da fermentação, as colonias benéficas, irão desenvolver uma série de nutrientes naturais e elementos saudáveis, como o ácido glucurônico, ácido glucônico, ácido lático, vitaminas do complexo B, substâncias antibióticas, aminoácidos e outros. O intestino é revestido de bactérias “do bem”, que, além de auxiliarem a destruir micro-organismos maléficos, ainda promovem a dissolução de gorduras. 

De forma resumida, graças aos probióticos, podemos melhorar a nossa digestão e fortalecer o sistema imunológico para combater tanto as infeções, como muitos outros tipos de doenças.

Alguns exemplos de probióticos:

  • Kefir de leite
  • Kefir de águ
  • Chucrute
  • Kombucha 
  • Miso
  • Chocolate negro
  • Iogurtes

Capturar.PNG

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qui | 19.10.17

Lasanha de soja e legumes com cúrcuma

Gualter Rainha

22549569_771200449738854_3836839852523667593_n.jpg

Ontem para o jantar, apeteceu-me comer algo que fosse na verdade complexo de sabor, rico em especiarias. Foi então que me surgiu na ideia, de preparar uma lasanha diferente. Preparei uma lasanha com toque asático, ao adicionar cúrcuma.

A cúrcuma, é uma especiaria muito aromática, de um tom amarelo vibrante. Benéfica para a nossa saúde graças às suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Também é procurada por se dizer ser um excelente anticancerígeno, bom para a circulação sanguínea e saúde cerebral.

Só bons motivos para introduzirmos esta especiaria na nossa alimentação.

Prato 100% vegetal, sem latose.

Ingredientes:

Recheio:

  • 4 cenouras pequenas
  • 1 pimento vermelho pequeno
  • 1 cebola e 1 dente de alho
  • 1 tomate maduro
  • 200 ml de polpa de tomate
  • Soja granulada
  • Orégãos q.b.
  • 1 colher de chá de curcuma (açafrão das índias)
  • Pimenta preta, azeite e sal q.b.

Molho bechamel

  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 3 colheres de amido de milho
  • 600 ml de leite vegetal (do seu agrado)
  • Pitada de noz moscada e sal.

Queijo vegetal para a lasanha:

  • Cerca de 300 ml do molho bechamel
  • 2 colheres de sopa de polvilho doce
  • 1 ½ colheres de levedura nutricional
  • 1 colher de sopa de cúrcuma (açafrão das índias)
  • Pimenta preta, sal q.b.

Preparação:

Comece por preparar a soja e o molho bechamel vegetal.

  1. Num recipiente, hidrate cerca de 70 gramas de soja granulada com água e um pouco de sal. Deixar de molho, e escorrer antes de a adicionar ao recheio.

Molho bechamel:

  1. Para o molho bechamel: adicione o azeite com o amido de milho, envolva e deixe que cozinhe ligeiramente em fogo brando.
  2. Adicione o leite vegetal (600 ml) a seu gosto, com pitada de noz moscada e pitada de sal, e deixe que engrosse um pouco. Reserve.

Recheio:

  1. Prepare os legumes. Raspe as cenouras, corte a cebola, o pimento vermelho finamente e o alho.
  2. Em fio de azeite refogue a cenoura raspada, ou pimento, a cebola e o alho, junto com pimenta preta, orégãos q.b. e sal.
  3. Depois de estar um pouco refogado, adicione as ervilhas, o tomate cortado aos cubos, uma colher de chã de curcuma a soja granulada e os 200 ml de polpa de tomate. Envolva bem e deixe cozinhar por 10 minutos.
  4. Num pirex com cerca de 21 cm, faça camadas. Coloque um fio de azeite no fundo do pirex, e um pouco de molho bechamel. Disponha cobrindo o fundo com as folhas de massa de lasagna, a seguir o recheio da lasagna, nova camada de massa de lasanha, e a finalizar, coloque um pouco de molho bechamel por cima da massa. Repita este processo, até que acabe o recheio e encha.

Nota: para a última camada prepare o seu queijo vegetal.

Queijo vegetal para lasagna:

  1. Leve o restante molho bechamel ao lume (cerca de 300 ml), com o polvilho doce, a levedura nutricional e uma colher de sopa cheia de curcuma, com pitada de pimenta preta e sal se necessário. Deixe ao lume até que o molho comece a ganhar a consistência de queijo derretido.
  2. Depois de conseguir a consistência pretendida, adicione no topo da lasanha, de forma a que cubra toda a superfície.
  3. Leve ao formo por cerca de uma hora, a 180 º C, até que a massa coza e o queijo gratine.

Nota: pode servir com folhas de manjericão frescas.

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Seg | 16.10.17

Mini broas de alfarroba mel e ameixa seca

Gualter Rainha

IMG_20171014_195956_227.jpg

Quem não gosta de pão quente? 

No passado dia 14, fomos visitados pelo furação Ophelia no Arquipélago dos Açores. Um típico sábado de Outono, por casa, com imensa chuva e vento. A combinação perfeita, para uma tarde de cinema, com pão quente e manteiga e uma chavena de chá ou café. 

O cheiro a pão quente depressa fez-se sentir cá em casa, com aroma a alfarroba e mel. Conseguem imaginar esta fantástica combinação? 

 

Ingredientes

  • 1 chávena de chá de farinha de milho
  • 1 chávena de chá de farinha de trigo
  • ¼ de chávena de chá de farinha de alfarroba
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 chávena de chá de água bem quente
  • 4 colheres bem cheias de mel
  • 8 ameixas secas ou sultanas a gosto
  • Cerca de 8 gramas de fermento Fermipan

 

Preparação (4 pessoas)

Comece por ativar o fermento.

  1. Junte as 8 gramas de fermento, com 6 colheres de sopa de água morna e 3 colheres de sopa de farinha de milho. Envolva bem. Deixar esta mistura descansar, para que fermente. 30 minutos são suficientes.

11.PNG

Nota: Nunca juntar com água demasiado quente, caso contrário o fermento “morre” e não leveda.

 

Preparação da broa

  1. Peneire as farinhas e junte o sal, envolvendo tudo muito bem.
  2. Com a ajuda de uma colher, junte a água gradualmente (bem quente) com as farinhas, de forma a escaldar as mesmas. Deixe arrefecer um pouco, até que a mistura fique morna.
  3. Depois de arrefecida (morna), junte o fermento que preparou primeiramente, e envolva com as farinhas até conseguir uma massa.
  4. Após conseguir a massa, junte o mel e a ameixa seca cortada, volte a amassar até que tudo fique combinado.
  5. Divida em quatro doses, polvilhadas com farinha, em pequenas tigelas. Cubra com um pano e deixe levedar até que a massa comece a ganhar fissuras na parte superior.

    12.PNG

  6. Tenda (boleie) pequenas “bolinhas”, de massa, envolvida na farinha. Coloque num tabuleiro polvilhado com farinha e leve ao forno a 220 º C por cerca de 30, 35 minutos.

13.PNG

Nota: A massa deverá ficar arregoada na crosta, e dura. As marcas caraterísticas da broa.

IMG_20171016_090102.png

 

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Seg | 09.10.17

Cogumelos recheados

Gualter Rainha

15390996_609869205871980_4423457164999586250_n.jpg

 

Esta é a primeira receita desta maravilhosa estação do ano, o outono.

Como forma de boas vindas, decidi fazer cogumelos recheados com tofu ou com requeijão.

Se há ingrediente que para mim combine na perfeição com o outono, são sem dúvida os cogumelos. Nesta altura procuramos por pratos um pouco mais reconfortantes/quentes, dado que as temperaturas tendem a variar entre o ameno a fresco ao entardecer, e os cogumelos oferecem este factor de conforto e saciedade.

Este prato pode ser 100% vegetal ao usar o tofu, ou lacto vegetariano caso opte pelo requeijão, ambas as receitas ficam muito saborosas.

É um prato de fácil execução, e no caso de usar o tofu, não precisa de o marinar com antecedência.

 

Ingredientes

  • 8 cogumelos do tipo Portobello
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 beringela
  • 3 tomates sem sementes
  • 2 cenouras
  • 250 g de tofu ou 2 requeijões ou
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola grande
  • 2 colher (chá) de açafrão da índia
  • 2 colher (café) de cominhos
  • Azeite, pimenta preta e sal q.b.
  • Tomilho ou coentros frescos, conforme o gosto pessoal

Capturar4.PNG

Preparação

  1. Escolha os cogumelos ideais para rechear e reserve-os. De seguida pique os restantes ingredientes com corte bastante pequeno.
  1. Leve todos ingredientes cortados a saltear (incluindo o tofu) com fio de azeite. Junte de igual forma as especiarias, e tempere com sal.
  2. Depois que o recheio comece a caramelizar um pouco, adicione as ervas frescas a gosto. Deixe que libertem os seus aromas em lume brando. Logo que esteja cozido, apague o fogão e reserve.
  3. Pré aqueça o forno a 180 º C.
  4. Recheie os cogumelos com os legumes, e leve-os ao forno entre 20 a 25 minutos, ou até que os cogumelos murchem um pouco, gratinem.

IMG_20171008_202935_481.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#