Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Qua | 29.08.18

Bifes de soja com molho de paprika defumada

Gualter Rainha

39921175_963107333881497_735587482438991872_n.jpg

IMG_20180822_200319_918.jpg

Esta é uma daquelas receitas que me deixou muito contente, pelo seu resultado final de texturas e sabor.

A soja, para quem deseja ter partido de uma alimentação vegetariana rica em proteína, é uma excelente opção, além disto, estes bifes quando cozinhados corretamente, têm uma textura ótima para as pessoas que pretende fazer a transição para vegetarianas, ou mesmo tenham curiosidade em provar apenas.

O gosto a defumado com o doce dos tomates cereja, fazem deste prato uma combinação muito agradável, não acreditam? Desafio-vos a preparar este prato, e aguardo pelo vosso feedback.

Ingredientes

  • 6 bifes de soja + água para demolhar
  • ½ cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • Óleo de coco ou azeite q.b.
  • Pitada de pimenta preta
  • 1 colher de sobremesa de paprika defumado/ou simples
  • 50 ml de polpa de tomate
  • 10 tomates cereja
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • 200 ml de bebida vegetal (usei de arroz)
  • Sal q.b.
  • Salsa fresca q.b.

Instruções

  1. Comece por separar os bifes e demolha-lhos 1 hora antes de os utilizar.
  2. Depois disso, leve-os a cozinhar em água abundante com um pouco de sal por 10 a 15 minutos, até que estejam macios e o seu tamanho seja o dobro do tamanho inicial. Escorra, e aperte os bifes depois de arrefecerem um pouco, para que libertem toda a água existente.
  3. Aqueça um fio de azeite ou óleo de coco, e leve os bifes a fritar ligeiramente de ambos os lados. Depois de ter conseguido este passo, reserve-os um pouco.
  4. Limpe e corte a cebola e o alho, leve-os a refogar até que a cebola comece a ficar translucida. Junte a pimenta preta e a paprika e deixe que libertem os aromas, por uns instantes. Junte a polpa de tomate, envolva e deixe que tudo se combine por 5 minutos.
  5. Junte e dissolva a farinha de amigo com o leite vegetal. Adicione esta mistura ao refogado, tempere de sal, e deixe que comece a engrossar.
  6. Quando começar a engrossar adicione os bifes de soja ao molho, os tomates cereja, e deixe em lume brando por 5 minutos para os tomates começarem a cozinhar, e os bifes absorvam parte do molho.

Servi com batata às rodelas assadas no forno e salada.

IMG_20180829_145756_000.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Seg | 27.08.18

Smoothie bowl de frutas com farinha de avelã e cânhamo

Gualter Rainha

39891568_2065137080467731_7753113394659459072_n.jp

Pequeno almoço… Aquela refeição que deveríamos todos fazer, de forma descontraída e nutritiva.

Muitas são as vezes que não temos tempo de manhã para prepararmos um pequeno almoço nutritivo e completo por falta de tempo. Quem não gosta de ficar mais algum tempo na cama de manhã? Custa tanto sair da cama, por vezes, confesso.

Pois bem, este pequeno almoço é tudo menos complicado, basta termos os ingredientes, juntar tudo e triturar num processador de alimentos, ou com a ajuda da varinha mágica para quem não tem um processador.

Tem frutas cheias de vitaminas e minerais, tem hidratos ricos em proteínas como as sementes de cânhamo e a farinha de avelã, tem topping de frutas e sementes. Tem a spirulina, que também é um superalimento cheia de antioxidantes, vitaminas e outros benefícios, e sabem que mais, é cremoso e refrescante. Um bowl, com sinónimo de vitalidade!

Relativamente à farinha, quem não a tem para já, pode substituir por farinha ou grão de aveia.

Vamos à receita? Marca no cronometro 10 minutos. Está!? Vamos!

 

Ingredientes para o smoothie bowl

  • 1 banana bem madura
  • 1 maçã verde não muito grande
  • 2 colheres (sopa) de sementes de cânhamo bio da diese
  • 2 colheres (sopa) de farinha de avelã bio da diese
  • 1 colher (sobremesa) de spirulima
  • 100 ml de leite vegetal da sua preferência
  • (Opcional)2 tâmaras sem caroço para adoçar. Podem usar stevia por exemplo  
  • 2 cubos de gelo

Topping

  • Algumas sementes de sésamo (opcional)
  • Sementes de abóbora (opcional)
  • Bagas de goji bio da diese
  • Sementes de papoila
  • 1 kiwi fatiado

Instruções

  1. Comece por colocar todos os ingredientes para smoothie no processador de alimentos, e processe-os até que a mistura fique bem cremoso.
  2. Enquanto isso, limpe e fatia um kiwi. Reserve.
  3. Coloque a mistura cremosa e fresca numa tacinha, coloque as fatias de kiwi como topping por cima, e a finalizar, as sementes.

IMG_20180827_092928_941.jpg

Restou 2 minutos, aproveite para comer de forma mais descontraída!

Bom apetite!

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qua | 22.08.18

Salteado de batata doce e grão de bico biológico

Gualter Rainha

fff.jpg

 

IMG_20180820_210015_234.jpg

 

Esta receita dediquei-a aos produtos biológicos que adquiri na loja Bioforma Açores.

É uma receita cheia de cor, texturas e não é díficil de preparar. É mais uma receita de base 100 % vegetal, onde a proteína está presente nas leguminosas, neste caso no grão de bico.

Combina bem no verão, combina bem nos dias mais frescos, o chamado prato de conforto que vão querer saborear a cada garfada.

Convencidos? Vamos a isto.

Ingredientes

  • 250 g de grão de bico biológico (Bioforma)
  • Uma colher (café) de sementes de cominhos Bio Sonnentor (Bioforma)
  • Pitada de Pimenta preta Bio Sonnentor (Bioforma)
  • Óleo de coco biológico q.b. (Bioforma)
  • 4 colheres (sopa) de molho de soja (Bioforma)
  • Sementes de sésamo q.b. (Bioforma)
  • Sal do Himalaias q.b. (Bioforma)
  • 1 Cebola
  • 1 dente de alho
  • ½ Couve flor
  • 250 g de batata doce abóboro
  • Salsa fresca picada q.b.

Preparação

  1. Comece por limpar a batata doce, e corte-a em cubinhos pequenos. Leve-a a salte-ar numa wok com um pouco de óleo de coco.
  2. Pique a cebola e o alho, adicionando-lhes à batata que esteve a cozer um pouco. Quando a cebola começar a ficar translucida junte as especiarias e um pouco de salsa fresca picada, junte o molho de soja e deixe que tudo se combine.
  3. Entretanto prepare a couve flor. Corte pequenos pedaços das flores, e escalde-as em água fervente por 3 minutos apenas. Escorra e passe de imediato em água fria, para que o verde da clorofila permaneça bem apelativo.
  4. Junte o grão de bico cozido ao preparado da batata, junte a couve flor, a salsa fresca picada, e se necessário retifique os temperos. Apague e emprate.
  5. Finalize com sementes de sésamo, polvilhadas.

IMG_20180820_204710_898.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Seg | 20.08.18

Gelado de ananás e nêspera 100 % vegetal

Gualter Rainha

39032442_2053728258275280_6063484792400248832_n.jp

 

Com os dias mais quentes que se fazem sentir, bem que nos apetece beber e comer coisas mais frescas, como dita a época.

Hoje trago-vos uma sugestão de gelado 100 % vegetal, com base de fruta. Daquelas maravilhas, que se contarmos como a fizemos, ficarão incrédulos, porque o gelado é deveras saboroso e cremoso.

Aqui deixo um pouco à vossa escolha, se optarem pela adição do xarope de agave ou outro xarope, ou a troca da bebida vegetal por natas vegetais. Para mim a receita resulta bem sem adição de açúcar e apenas com a bebida vegetal.

Relativamente à fruta eu usei estas que adoro, mas poderão usar as que mais gostam. Utilizem a banana bem madura em todas as receitas, porque favorece uma cremosidade excelente.

Ingredientes

  • 1 banana congelada
  • 100 g de ananás dos Açores fatiado e congelado
  • 100 g de nêsperas/ ou pêssego congelados e sem caroços
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 2 a 3 colheres de xarope de agave (opcional) apenas se a fruta não for doce o suficiente
  • 6 colheres de sopa de bebida vegetal do seu agrado (pode usar nata vegetal)

Instruções

  1. Descasque as frutas e corte-as em pedaços. Coloque no congelador até que a fruta esteja bem congelada.
  2. Num processador de alimentos processe a banana, o ananás e as nêsperas/ ou pêssegos por cerca de 15 a 25 segundos de cada vez, até que a mistura comece a ficar lisa.
  3. Adicione a baunilha, a bebida vegetal e se desejar, adicione o agave. Processe até obter uma consistência cremosa. Se acha que precisa de mais um pouco de bebida vegetal, adicione, mas, não pretendemos que fique com a consistênca líquida. Deverá resultar numa consistência de gelado, cremoso.
  4. Sirva imediatamente, ou se preferir um pouco mais sólido, coloque o gelado no congelador por cerca de 1 hora.
http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Ter | 14.08.18

Trifle de maçã e alfazema com frutos secos

Gualter Rainha

IMG_20180726_205813_347.jpg

IMG_20180726_205417_264.jpg

Uma receita de maçã fresquinha, para os dias de calor que se fazem sentir.

Eu como grande apreciador de doces com maçã, dediquei esta criação a este fruto, que para mim é a rainha das sobremesas de conforto.

Eu quis fugir um pouco às receitas mais comuns onde a podemos degustar, como por exemplo, as tartes ou os folhados, e trazer-vos uma versão fresquinha e aromática.

A Alfazema para quem não conhece, é uma planta muito versátil, usada em fins medicinais, estéticos e gastronómicos por grandes chefes. Pode ser usada para tratar vários tipos de problemas como ansiedade, depressão, má digestão e outras, além de ter uma fantástica fragrância. Contudo, nem todos apreciam-na em sobremesas. Deixo aqui um pouco ao vosso gosto pessoal, usarem-na ou não, e adicionarem personalidade a esta sobremesa.

Ingredientes

  • 2 maçãs reineta
  • 75 ml de açúcar amarelo
  • 50 ml de água
  • 1 colher (sopa) de sumo de limão
  • 2 colheres (café) de canela em pó
  • 400 ml de natas vegetais, não açucaradas
  • 2 colheres de (sopa) de açúcar de confeiteiro
  • 1 colher (café) de essência de baunilha
  • 1 colher (café) de alfazema fresca ou seca
  • Palitos de la reine q.b.
  • Leite vegetal de baunilha ou outro q.b.
  • Nozes e sultanas q.b.

Preparação

  1. Comece por descascar a maçã e cortá-la em pedacinhos. Leve-a a cozer, com o açúcar a água e a canela.
  2. Logo que a maçã esteja cozida, converta-a em puré com a ajuda de uma varinha mágica. Adicione os 200 ml de natas vegetais não açucaradas, deixe que cozinhem e o molho reduza um pouco.
  3. Junte a alfazema e o sumo de limão, deixe que ferva por 5 a 7 minutos no creme, e remova, para que não fique com gosto de alfazema demasiado forte. Queremos apenas aromatizar. Apague o lume quando obtiver um creme espesso, e deixe arrefecer.
  4. Faça o chantilly. Bata os restantes 200 ml das natas vegetais com a essência de baunilha (preferencialmente de soja), e junte gradualmente o açúcar de confeiteiro. Depois de estar bem firme e cremoso, leve ao frio um pouco, antes de montar a sobremesa.
  5. Para começar a montagem, prepare as nozes e a sultanas, com corte desejado.
  6. No fundo da taça coloque colheradas do creme de maçã e alfazema, alguns frutos secos, seguido de palitos de la reine humedecidos em leite vegetal aromatizado por baunilha. Sobreponha com chantilly vegetal, e repita o procedimento.
  7. A finalizar, decore com nozes, sultanas e algumas folhas de alfazema.

IMG_20180726_205937_990.jpg

IMG_20180726_210114_139.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Sex | 03.08.18

Espetada de legumes com chimichurri e agave

Gualter Rainha

IMG_20180802_091841_139.jpg

IMG_20180802_090653_411.jpg

Este é um churrasco alternativo e sem crueldade animal. É vegetariano, e tão repleto de sabor, que irá surpreender até o mais cético dos seus convidados.

As espetadas são coloridas, com texturas, e são aromáticas pela infusão do molho chimichurri.

O molho chimichurri é de origem Argentino, e faz as delícias de qualquer churrasco, quando a infusão é feita antecipadamente. Desta forma, garante que os sabores das aromáticas se fudem ao molho.

Já acedeste o lume? Não percamos tempo. Bora lá!

Ingredientes

  • Pimentos coloridos q.b.
  • Cogumelos shikate q.b.
  • Tomate cereja q.b.
  • 2 maçarocas de milho verde
  • 1 courgette
  • 1 beringela de porte médio
  • Molho chimichurri q.b.
  • Xarope de agave q.b.
  • Palitos de espetadas

Podem usar seitan ou tofu mo caso de querem, mas não se esqueçam de marinar umas horas antes.

Molho Chimichurri (Argentino)

Ingredientes

  • ½ molhe de salsa (50 g +-)
  • 2 colheres (sopa) de orégãos frescos ou secos
  • 4 dentes de alho
  • ½ molhe de cebolinho (50 g +-)
  • 1 pimenta picante do seu agrado
  • 60 ml de vinagre
  • 1 colheres (sopa) de sumo de limão
  • 120 ml de azeite
  • Sal e pimenta preta q.b.

 

Comece por preparar o molho chimichurri com alguma antecedência.

Preparação

  1. Comece por limpar e lavar as ervas frescas, e pique todos os ingredientes de seguida com corte bem pequeno. Misture-os bem.
  2. Adicione os líquidos e envolva tudo novamente.

O chimichurri pode ser feito com antecedência, mas deve ser mantido no frigorifico até 30 dias.

Para melhor infusão, deve ser feito com pelo menos 12 horas de antecedência.

Prepare o braseiro, e as espetadas.

Preparação

  1. Lave e corte os legumes em rodelas ou em cubos, conforme prefira. Faça o mesmo com as maçarocas de milho.
  2. Prepare as espetadas, alternando os ingredientes nos palitos. Unte-as com um pouco de chimichurri e reserve, enquanto está a preparar o braseiro.
  3. Depois de ter um braseiro adequado disponha as suas espetadas, e com a ajuda de um raminho de alecrim, vá pincelando as espetadas com o molho chimichurri.
  4. Quando as espetadas estiverem quase prontas, pincele com xarope de agave (xarope ótimo para substituir o mel), e continue a virar as espetadas até que estejam assadas, e caramelizadas.

Sirva com batatas assadas, saladas, ou outros acompanhamentos do seu agrado.

IMG_20180802_090936_163.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#
Qui | 02.08.18

Salada de cuscuz regional

Gualter Rainha

38168656_937041803154717_5320852438314385408_n.jpg

IMG_20180802_104418_598.jpg

 

Esta é uma salada colorida com cuscuz, que vão querer na vossa mesa a acompanhar os vossos pratos principais.

Tem cor, tem texturas, tem sabor e aromas. Um mix apelativo, entre o doce e o salgado, com alguns produtos regionais, nomeadamente o ananás dos Açores e o maracujá, que tornam esta receita num festim gustativo.

Usei cuscuz integral, que são extremamente fáceis de cozinhar, além de serem muito agradáveis em texturas.

Convencid@s? Vamos para a cozinha!

Salada

  • 200 g. de cuscuz
  • Cerca de 200 ml de água a ferver
  • 1 cebola média
  • 1 dente de alho
  • 100 g. de ananás bem maduro
  • 100 g. de cogumelos bem picados
  • 2 tomate chucha bem maduros
  • 1 romã (opcional)
  • Sementes de abóbora q.b.
  • ¼ de pimento vermelho, verde e laranja
  • Pimenta preta q.b.
  • Coentros frescos ou salsa q.b.
  • Azeite
  • Sal

Vinagrete de maracujá

  • Sumo de 1/2 laranja
  • Polpa de 3 maracujás
  • 2 colheres de sopa de vinagre
  • Fio de azeite
  • Sal e pimenta preta q.b.

Preparação

  1. Numa taça hidrate o cuscuz misturando-o com água a ferver, e tape com película ou tampa de um tacho. Reserve por cerca de 10 minutos, até que os cuscuzes cozinhem.
  2. Trate do resto da salada. Corte a cebola e o alho, levando-os a refogar ligeiramente num wok, com fio de azeite, o sal e pimenta preta. Adicione, os pimentos, e deixe que refoguem ligeiramente, sem que fiquem muito moles. Por fim, junte os cogumelos, e deixe que reduzem e cozinhem. Retifique o sal se necessário. Reserve.
  3. Prepare a fruta e o tomate. Corte o ananás e remova as sementes do interior de uma romã. Reserve.
  4. Prepare o vinagrete, juntando todos os ingredientes num frasquinho. Agite para envolver todos os ingredientes bem.
  5. Com a ajuda de um garfo, separe o cuscuz que já estão cozinhados. Junte o refogado, a fruta e o tomate. Envolva tudo muito bem.
  6. Corte as ervas frescas do seu agrado, e misture bem no cuscuz. Junte por fim as sementes de abóbora, o vinagrete de maracujá e volte a envolver.

Preencha a sua mesa com esta salada deliciosa

IMG_20180802_104606_464.jpg

 

http://blogs.sapo.pt/manage/images?blog=cozinhadesentidos#