Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Dom | 23.12.18

Leite creme queimado 100 % vegetal

Gualter Rainha

47683783_1025829000942663_4538275784569126912_n.jp

48420128_2147760808872024_5738444987448688640_n.jp

Em bom português, esta sobremesa é um pitéu! É Leve, aromática, cremosa e crocante, caso opte por fazer a crosta de açúcar, além disso é uma receita sem glúten. Eu já a fiz algumas vezes, este fim de ano. Sim, eu sou guloso.

Fiz esta sobremesa no workshop de Natal, e partilho agora convosco, como forma de agradecimento, por me acompanharem durante este ano de 2018. Assim, podem ter uma opção desta sobremesa tipíca, em versão vegetariana. É igualmente muito saborosa.

Esta versão é um pouco mais saudável, por levar menos açúcar e ingredientes com gorduras saturadas. 

Acreditem que esta sobremesa, fará as maravilhas de muitas pessoas à mesa da consoada.

Resta-me desejar-vos as boas festas, e que aproveitem ao máximo cada bocadinho, e que se perpetue por todo o ano, esta magia associada ao Natal.

A quem não festeje o Natal, que usufrua de igual modo desta receita!! Bem haja a todos. 

Ingredientes

  • 1 litros de leite vegetal podem usar de coco, arroz, aveia, amêndoas.
  • 60 g de amido de milho (maizena)
  • 60ml xarope de agave
  • 1/2 colher de café de curcuma em pó
  • Metade da casca de um limão
  • 1 pau de canela
  • ½ colher de café de essência de baunilha

Toppings opcional:

  • Amêndoas laminadas com 1 colher de sopa de xarope de agave
  • Ou açúcar caramelizado com o maçarico

Instruções

  1. Numa tigela juntar o amido de milho com um pouco de leite vegetal. Misturar muito bem até o amido de milho estar todo dissolvido.
  2. Num tacho juntar o restante leite vegetal, o adoçante, a casca de limão, o pau de canela, a baunilha, o amido de milho dissolvido e a cúrcuma. Aquecer em lume médio.
  3. Mexer a mistura constantemente até o leite ferver e engrossar.
  4. Transferir a mistura para tacinhas e deixar arrefecer antes de levar ao frigorífico.
  5. Numa frigideira aqueça as amêndoas laminadas e quando começarem a dourar junte um pouco de xarope de agave, e envolva tudo muito bem. Apague o lume, e transfira as amêndoas para um prato e deixe arrefecer completamente. Elas vão ficar caramelizadas à medida que arrefecem.
  6. Guarnecer cada tacinha de leite creme com as amêndoas, ou outro topping do seu agrado. Para a crosta de açúcar caramelizado, precisará de maçarico, ou potes que possam ir ao lume até que caramelize o açúcar.

Para quem não conseguir ambos os toppings, pode simplesmente colocar caramelo líquido e servir, embora não fique igual, mas resulta.

48420128_2147760808872024_5738444987448688640_n.jp

 

Dom | 23.12.18

Kissângua de ananás dos Açores com toque Natalício.

Gualter Rainha

48411005_1034068476785382_4788216282463862784_n.jp

48374550_1034068453452051_8380567026652938240_n.jp

A Kissângua é uma bebida originária de Angola e é obtida a partir da fermentação das cascas do abacaxi com açúcar e água, durante alguns dias. É uma ótima forma de aproveitar as cascas, dando assim brilho a um produto que geralmente é descartado. Mas devo dizer-vos, vocês vão-se surpreender com o sabor desta deliciosa bebida.

É levemente gaseficada através da fermentação natural, com uma percentagem muito reduzida de álcool, e além disso é uma bebida nutritiva e digestiva, que pode ser consumida durante a após as refeições. 

Esta receita foi feita com ananás, trazendo parte da minha herança Açoriana, e igualmente, quis um toque a Natal, ao adpatar com as bengalinhas doces. Delicie-se!

Ingredientes

  • 1 ananás dos Açores
  • 2 litros de água
  • 200 g de açúcar amarelo/mascavado
  • Gelo q.b.
  • Pedacinhos de ananás para servir q.b. (opcional)
  • Bengalinhas de Natal
  • Folhas de menta q.b. (opcional)

Instruções

  1. Comece por cortar as cascas do abacaxi com um pouco de polpa da fruta. Lave
    bem as cascas, deixando-as de molho 5 minutos em água a ferver.
  2. Dentro de um alguidar, jarro, etc., coloque o açúcar, as cascas lavadas e adicione
    os 2 litros de água.
  3. Tape com um pano por cima, e deixe fermentar à temperatura ambiente de 2 a 3
    dias. Quando começar a fazer espuma ao 1/ 2 dia, é bom sinal.
  4. Após fermentado, passar para uma garrafa e conservar 2 dias até, no frigorifico
    Deve ser servido fresco, com gelo e folhas de menta e bocadinhos de abacaxi ou ananás
  5. Para dar um toque a Natal, ou passagem de ano, decore com bengalinhas.

48394913_1034068503452046_4478002863531884544_n.jp

48375967_1034068540118709_7135845823069290496_n.jp

48407698_1034068560118707_4627709308753149952_n.jp

 

Qui | 20.12.18

Assado de grão com crocante de amêndoa, especiarias e aromáticas

Gualter Rainha

oie_gouX2i94qs7A.jpg

oie_yRHcHcKlcPep.jpg

Esta é uma das receitas que estará na minha mesa de Natal, e quero muito partilhar com vocês. Eu adoro-a, pelo seu sabor, e pelas suas texturas. E tem um cheirinho... Imaginem...

O especial desta receita, é também o facto de não ter glúten, sendo uma ótima opção para pessoas intolerantes ao glúten, ou celíacas, e qualquer pessoa poderá comer e aprovar, como é óbvio. Confiem!

Além disso, em termos nutricionais, é um prato extremamente nutritivo, pela conjugação de ingredientes, e em destaque especial a quinoa que é um pseudo cereal com todos os aninoácidos essênciais ao bon funcionamento do nosso organismo. 

Aprove esta opção, confecionando-a, para que esteja presente na sua mesa da consoada. 

Vai precisar de uma forma de bolo inglês, os ingredientes, confira-os em baixo.

Ingredientes 

  • 500 g de grão de bico cozido
  • 6 dentes de alho picados
  • 1 e 1/2 cebolas picada
  • 6 colheres de sopa de azeite
  • 5 colheres de sopa de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de orégãos
  • Salsa fresca picada q.b.
  • 4 colheres de sopa de sementes de sésamo (torradas)
  • 2 colher de café de cominhos
  • 2 colher de chá de paprica
  • Pimenta preta e sal q.b.
  • 400 g de quinoa cozida
  • 90 g de flocos de aveia finos
  • 80 g +- farinha de mandioca q.b.
  • Salsa fresca
  • Molho de tomate da sua preferência (sem glúten)
  • 2 pimentos vermelhos assados (picados apos estarem assados)

 

Crosta de amêndoa/ou caju

  • 100 g de amêndoas ou cajus laminadas e torradas
  • 2 dentes de alho
  • Fio de azeite
  • Sal e pimenta preta
  • 1 colher cha de curcuma
  • coentros ou salsa fresca
  • Bagos de romã

 

Instruções

  1. Comece por cozer a quinoa e assar o pimento. Lave bem a quinoa, e coza-a como o se coze o arroz com água e sal. São 2 medidas de água para 1 de quinoa. De igual modo, leve o pimento vermelho a assar no forno, até que esteja macio. Após, remova as sementes e a sua pele, pique em pedacinhos e reserve.
  2. Escorra o grão de bico e amasse-o com um garfo. Se preferir, bater num processador, poderá, mas deixe alguns pedacinhos. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180ºC.
  3. Num recipiente, junte o grão com a quinoa já cozida, as especiarias e os temperos. Misture tudo muito bem. Aos poucos adicione a aveia e envolva bem. Por fim, junte a farinha de mandioca aos poucos, só até dar consistência e a massa fique totalmente moldável.
  4. Unte uma forma de bolo inglês antiaderente com um fio de óleo, e espalhe a massa deixando superfície lisinha, e leve a assar para assar cerca de 50 minutos. Enquanto assa, prepare o molho de tomate, ou compre um que goste que seja isente de glúten.
  5. Entretanto pode preparar a crosta de frutos secos também. Para isso, basta picar o alho e refogar ligeiramente. Junte as amêndoas ou os cajus, as especiarias, as ervas aromáticas e deixe que tudo se combine. Reserve. 
  6. Após os 50 minutos, vire o assado cuidadosamente num pirex, e pincele-o muito bem com molho de tomate, para que o assado ganhe alguma humidade e cor. Leve-o mais 10 minutos ao forno para finalizar. 
  7. Retire do forno, cubra-o com o molho restante, e decore com o crocante das  amêndoas ou cajus, com alguns bagos de romã a decorar.
  8. Deixe descansar e arrefecer cerca de 10 minutos e sirva.

oie_K5rUZMf2BbTs.jpg

 

Qua | 19.12.18

Trança folhada de frutos secos e ervas aromáticas

Gualter Rainha

oie_GyhX6VSnpW4M.jpg

Estamos a 5 dias da grande noite, da véspera de Natal. Quem me conhece, sabe que adoro esta quadra festiva e que a vivo com muito carinho e nostalgia.

Pois bem, este ano, vou partilhar algumas receitas dedicadas ao Natal, para que as vossas mesas de consoada possam estar repletas de vegetarianismo, com cores vibrantes, texturas maravilhosas e aromas… Bem os aromas “aguardem”, porque vai fazer despertar a magia que envolve as vossas mesas da consoada.

Hoje a receita é uma trança de maça folhada, ela recheada com amêndoas e ervas aromáticas, uma espécie de pesto mais “grosseiro”. Confiem em mim, é um verdadeiro regalo e manjar dos Deuses.

Vamos? O jantar aproxima-se, e precisamos dos ingredientes, e das instruções.

Ingredientes

  • 1 base de massa folhada retangular (a minha tinha 35 cm)
  • 200 gramas de amêndoas cruas
  • 100 gramas de folhas de manjericão frescas e limpas
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de levedura nutricional de cerveja (opcional)
  • 4 cogumelos shikate frescos picados miudinhos
  • Sal, pimenta preta e azeite q.b.
  • 1 colher (sopa) de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de sementes de sésamo tostadas
  • Bagos de romã para decorar, e ervas frescas (usei endro)

Instruções

  1. Comece por preparar os cogumelos. Lave-os bem e pique-os bem. Faça o mesmo com o alho. Posto isso, leve ambos a refogar em fio de azeite e tempere com sal e pimenta preta. Reserve.
  2. Prepare o recheio. Num processador de alimentos, triture as amêndoas grosseiramente. Após trituradas, adicione o manjericão e as sementes de sésamo, com 2 colheres de sopa de azeite e o sumo de limão. Volte a processar até que tudo se combine, a amêndoa fique triturada em pedacinhos, e o manjericão desfeito.
  3. Adicione os cogumelos refogados ao preparado (para dar suculência ao recheio), a levedura nutricional de cerveja, (caso opte por a colocar irá enriquecer o recheio em termos nutricionais). Envolva, até obter um puré espeço com pedacinhos de amêndoas e com liga, caso necessite, tempere com sal e pimenta preta, azeite e reserve.
  4. Prepare a massa folhada. Deixe que fique à temperatura ambiente por cerca de 5 minutos para que fique mais maleável.
  5. Siga os passos da foto ilustrativa da montagem, colocando o recheio no seu centro da massa e cortando nas laterais. Deixe duas pontas em cada base de 5 cm, e em todo o sentido longitudinal da massa, tiras de 7 cm.

Capturar111.PNG

  1. Volte a primeira ponta da base para o interior, e comece a sobrepor as lareais em cima como se estivesse a fazer uma trança, e vá sobrepondo umas às outras quase até terminar as tiras de massa. Antes de terminar, volte a ultima ponta para o interior, e termine com as laterais para terminar a trança.
  2. Pincele com azeite e leve a trança ao forno pré- aquecido a 180 º C até que fique bem douradinha e estaladiça. Volte a pincelar com azeite depois de pronta para dar brilho, e termine com ervas frescas e bagos de romã para decorar.
  3. Aromatize a sua cozinha com esta receita, e espalhe a magia de Natal.

Depois de estar bem douradinha não deixe que permaneça no forno, pois queremos manter a sua suculência no interior. Serve-se bem morna ou fria.

45579997_1007814376077459_3163690773002584064_n.jp

Festas Felizes!

Ter | 18.12.18

Pudim de chia com coulis de manga

Gualter Rainha

oie_PnTZ41y3Bbcd.jpg

Esta receita além de colorida é bastante saudável e versátil, podendo ser consumida como lanche, pequeno almoço (os chamados overnight), e ainda, pode ser uma sobremesa mais saudável.

A chia está a revolucionar as receitas, sobretudo para quem procura opções alternativas, por ser uma semente rica nos seus componentes nutricionais, nos quais destacam-se o ômega 3, o cálcio, magnésio, manganês, fósforo, proteínas, fibras, antioxidantes, entre outros. Além disso, a chia como liberta um gel ao ser hidratada, promove sensação de saciedade, controlando os níveis de açúcar no sangue, e até uma boa forma de auxilio para as dietas de perda peso.

Nutrição à parte, vamos preparar esta deliciosa receita, que é tão fácil que até os mais novitos a poderão preparar.

Deixe-se cativar por estes sabores, e aromas exóticos.

Ingredientes - Dose individual

  • 2 colheres (sopa) de sementes de chia
  • 100 ml de bebida vegetal de coco ou outro
  • 2 gotas de essência de baunilha
  • Pedaços de manga fresca
  • Polpa de manga
  • Lascas de coco q.b.
  • Bagas de goji q.b.
  • Algumas gotas de sumo de limão
  • 2 colheres de sopa de agave, ou outro adoçante saudável. (opcional)

Instruções

  1. Comece por juntar a chia com o leite, envolvendo ambos. Coloque no frigorifico no mínimo de 4 horas, e mexa na primeira hora pelo menos 2 vezes para que a chia fique bem envolvida na bebida vegetal.
  2. Quando já tiver a chia hidratada, prepare o coulis de manga, convertendo uma manga em polpa com a ajuda da varinha mágica ou robô de cozinha.
  3. Adicione umas gotas de sumo de limão para dar profundidade e acidez, e se necessário caso a manga não tenha a doçura suficiente, adicione xarope de agave, ou de arroz ou até mesmo de ácer. Pode utilizar stevia também.

Montagem

  1. Comece por colocar a chia hidratada em pequenas tacinhas. Certifique-se que a chia está com uma consistência firme e cremosa.
  2. Coloque a polpa da manga em cima da chia hidratada, e sobreponha com pedacinhos de manga fresca cortada.
  3. Finalize com lascas de coco e algumas bagas de goji para lhe dar cor.

Coulis de manga com redução

  1. Para fazer o coulis reduzido, basta triturar uma manga, adicionar 3 colheres de açúcar e algumas gotas de limão.
  2. Levar ao ao lume até que cozinhe e reduza um pouco e forme um creme de manga mais espeço. Esta opção é um pouco menos saudável, mas fará destaque pelo seu coulis que é delicioso.

oie_8FEAeKkvjqkd.jpg

 

Qua | 05.12.18

Novas rubricas no programa Açores Hoje

Gualter Rainha

47275555_2132248950423210_7446910302655873024_n.jp

Novidades! 😍🙏
Novas gravações para o programa Açores Hoje, neste espaço inspirador e ecológico. O Prédio das Camélias em São Roque, que fica na Ilha de São Miguel, Açores.

O espaço é propriedade do Marco Fontes e da Clara Martins, junto com a sua filhota Maria do Mar, que é um encanto de menina. Um exemplo de familía, com boas páticas amigas do ambiente e dos animais. Um exemplo a seguir.

Conheça o Prédio das Camélias aqui! Clique

Estejam atentos ao Natal dia 24, e Passagem de Ano dia 26, com a receitas vegetarianas dedicadas às quadras festivas.

As novas rúbricas ainda trarão mais produtos biológicos, que poderão encontrar nos meus parceiros, como a Bioforma Açores que fica em Ponta Delgada, e o APL- António Pereira da Luz, que fica na Povoação. 

Também prometo trazer muitas surpresas com as receitas! Estejam atendos! :) 

47147217_2132249060423199_5022192056206884864_n.jp

47165654_2132249150423190_5591984360682160128_n.jp