Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Ter | 16.06.20

Kimchi Coreano

Gualter Rainha

103148275_2593084444339656_5292000182118998987_o.j

102939019_2593084504339650_365935072063691732_o.jp

Pratos asiáticos, gostam?

Eu adoro, e sempre que tenho oportunidade faço questão de comer, e tirar proveito de uma experiência gastronómica única. Só nos enriquece.

O kimchi, é uma conserva coreana caseira à base de couve chinesa, acelgas, rabanete, nabiças etc.

Eu adaptei um pouco. A senhora da frutaria ofereceu-me algumas couves pak choi e como já tinha esta receita em mente, decidi por fim a fazer. Juntei também o feijão verde escaldado, dado não ter conseguido as nabiças.

Removi também o molho de peixe, e acrescentei molho de soja, para uma versão vegana. É uma receita bastante picante para quem gosta de comida temperada e condimentada. Embora o picante não seja demasiado persistente, dada a quantidade dessa especiaria.

Espero que gostem.

Ingredientes

  • 2 pés grandes couve pak choi
  • 2 C. sopa de sal marinho
  • 2 colheres de sopa de farinha de arroz
  • 200 ml de água
  • 1 C. sopa de açúcar
  • 10 dentes de alho
  • Uma noz de gengibre fresco (5 cm)
  • 50 ml de molho de soja
  • 100 g de feijão verde escaldado
  • 6 C. de sopa de picante (caiena por exemplo ou outra bem picante)
  • Sementes de sésamo tostado q.b.
  • Cebolinho picado
  • Coentros picados

 

Instruções

  1. Comece por lavar a couve muito bem, e corte-a com corte desejado, ou mantenha as folhas inteiras. É conforme preferir.
  2. Junte as 2 C. de sopa de sal e envolva da couve que foi previamente lavada. Deixe a couve em contato com o sal por 2 hora, para que a couve desidrate. Ira perceber que o fundo da tigela irá ficar cheia de liquido. Depois desse período lave bem a couve para remover o excesso de água e descarte a água da desidratação.
  3. Entretanto escalde o feijão verde levemente. Basta ferver água e deixar o feijão cozinhar enquanto a água vai arrefecendo. Escorra depois e reserve.
  4. Com a ajuda de um processador de alimentos acrescente os restantes ingredientes, com a exceção das sementes de sésamo, do cebolinho e dos coentros. Triture tudo até obter um creme vermelho vibrante. Leve ao lume até engrossar levemente. Deixe arrefecer.
  5. Envolva esta mistura de especiarias à couve pack choi desidratada e ao feijão verde escaldado, e acrescente as ervas aromáticas. Envolva tudo até que fique uniforme.
  6. Coloque o kimchi em frascos esterilizados e feche-os bem. Deixe que fermentem por 24 a 48 horas à temperatura ambiente.
  7. Após esse período coloque no frigorifico e vá consumindo. Quanto mais tempo tiver, mas acentuado será o sabor a fermentado. Eu gosto imenso com esta caraterística.
  8. Relativamente às sementes de sésamo, poderá juntar durante a fermentação, ou juntar quando servir. Eu prefiro a última.

102288335_2593084381006329_5014537533809817125_o.j

103614636_2593084414339659_3158388248817776575_o.j

103148275_2593084444339656_5292000182118998987_o.j

102939019_2593084504339650_365935072063691732_o.jp

Dom | 07.06.20

Migas com feijão frade e brócolos

Gualter Rainha

IMG_20200606_173058_112.jpg

IMG_20200607_212617_122.jpg

As migas são uma iguaria muito apreciada pelos portugueses, sobretudo no Alentejo. São muitas as combinações, em que algumas têm a sua base vegetal como as de espargos, e outras com enchidos e carnes. 

A minha sugestão são estas migas vegetais, que têm feijão frade enquanto fonte principal de proteína, e adicionei espinafres e brócolos para lhe conferir algum valor nutricional e textura. Eu fiquei bastante satisfeito com o resultado. 

Esta receita pode ser consumida enquanto prato principal, ou como comlemento a outros pratos. 

Espero que gostem! 

Ingredientes

  • 300 g de feijão frade cozido
  • 1/2 broa de mistura 
  • 200 g de espinafres frescos
  • 1 florete de brócolo
  • 2 dentes de alho 
  • 1 cebola
  • Coentros frescos
  • Pimenta Preta q.b.
  • Sal q.b.
  • Fio de azeite
  • 2 a 3 C. sopa de vinagre de vinho branco
  • 50 ml de bebida vegetal 

Instruções

  1. Caso pretenda cozer o feijão frade, demolhe-o durante 8 horas com e adicione 4 colheres de sopa de vinagre branco na demolha, de forma a tornar o feijão mais digerivel. Depois disso descarte a água e cozinhe na panela de pressão por 20 minutos. Reserve. 
  2. Comece por cortar e separar o brócolo em pequenos floretes. Cozinhe os brócolos , mas com cuidado para que não cozinhem em demasia. Escorra e reserve a água da cozedura, e passe-os por água de modo a que parem a cozedura e mantênham alguma crocância e a cor verde. 
  3. Parta o pão de mistura e esmigalhe-o num alguidar. verta a água da cozedura dos bróculos em cima para o embeber, mas não em demasia. Apenas até segurar a água sem fazer papa. Reserve.
  4. Pique a cebola e o alho, e leve a refogar até que a ebola fique translucida. Acrescente os temperos, incluindo 1 colher de sopa de coentros frescos picados. 
  5. Acrescente os espinafres e 2 a 3 colheres de sopa de vinagre de vinho branco. Junte a bebida vegetal e envolva. Acrescente também o pão de mistura demolhado, e envolva. 
  6. Acrescente os brócolos, mais 1 colher de sopa de coentros, e retifique de sal. Envolva e sirva de imediato. 

IMG_20200607_212716_289.jpg

Ter | 02.06.20

Burguer de tremoço e cogumelos

Gualter Rainha

IMG_20200530_135545_747.jpg

IMG_20200602_125001_890.jpg

Bora comer uns tremoços e beber uma cerveja? Pois bem... Este burguer vai ao encontro disso. Adoro por vezes, este tipo de partilha, e este burguer à mesa a acompanhar uma boa conversa e uma cerveja artesanal... Combina na perfeição!

Eu gosto muito de tremoço não só pelo seu sabor e textura. Gosto do tremoço porque é uma leguminosa igualmente rica em proteína de origem vegetal, sendo uma ótima alternativa para a cozinha vegetariana. 

Nesta receita juntei cogumelos e aveia, de modo a trazer alguma suculência mas também textura. Fiquei bastante contente com esta receita. Embora a receita não tenha glúten, a ligação dos elementos é muito boa.

Vamos dar um twist ao tremoço!? :) 

Espero que gostem!

Ingredientes

  • 250 g de tremoço cozido com casca 
  • 150 g de cogumelos paris ou marron
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • Coentros frescos ou salsa
  • Pitada de pimenta preta
  • Pitada de cominhos
  • 90 g de flocos de aveia finos sem glúten 
  • 4 C. sopa de amido de milho
  • 70 a 100 ml de água

Instruções

  1. Comece por triturar o tremoço num processador de alimentos até conseguir um granulado bem fino. Reserve. Relativamente ao tremoço, eu utilizei tremoço curtido que já vem temperado. Eu não precisei de utilizar sal na receita. Triture-o mesmo com a casca. 
  2. Pique uma cebola e o alho e leve-os a refogar levemente. Logo que a cebola fique translúcida acrescente os cogumelos, os coentros/salsa frescos e as especiarias, e deixe que os cogumelos cozinhem levemente.
  3. Acrescente o tremoço e a aveia e envolva bem, até conseguir que todos os elementos se combinem uniformemente.
  4. Misture o amido de milho com a água e junte ao preparado anterior. Envolva uma vez mais, em lume brando a médio, para que a massa dos burguers ganhe consistência e fique moldável.
  5. Desligue e espere uns breves instantes para a massa arrefecer levemente, e molde os seus burguers. Com cerca de 150 a 200 g cada. Não deixe arrefecer totalmente. Deve moldá-los ainda com a massa quente. 
  6. Sirva com salada variada e batata assada, ou sirva numa sandes com cebolada e salada conforme vê nas fotos.
  7. Poderão assar os burguers no forno com fio de azeite, ou fritar em fio de azeite. 

IMG_20200602_125703_528.jpg