Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de Sentidos

Sex | 27.11.20

Queques moles salgados

Gualter Rainha

IMG_20201124_165838_280.jpg

IMG_20201127_124822_588.jpg

Creme dos queques

  • 1 litro de bebida vegetal sem adição de açúcar
  • ½ c. chá de açafrão da índia
  • Pitada de pimenta preta
  • 1 c. de café de cominhos é pó
  • Sal q.b.
  • 2 c. sopa de levedura nutricional
  • 4 c. sopa de farinha de arroz
  • 3 c. sopa de polvilho doce

Guarnição dos queques

  • 1 cebola bem picada
  • 3 dentes de alho picados
  • Azeite q.b.
  • Sal q.b.
  • Pimenta preta q.b.
  • Salsa fresca picada
  • 1 unidade de brócolos em pequenos floretes
  • 2 cenouras limpas e cortadas em cubinhos
  • 50 g de azeitonas pretas
  • ½ pimento vermelho em cubinhos
  • ½ pimento vermelho em cubinhos
  • Manteiga vegetal para untar as formas
  • Farinha de rosca para enfarinhar as formas

Instruções

  1. Junte todos os ingredientes do creme e envolva muito bem com uma vara de arames antes de ir ao lume.
  2. Leve o creme a cozinhar até que fique espesso, para isso deve deixar ferver durante 2 minutos mexendo sem parar até estar pronto. Desligue o lume e deixe arrefecer um pouco.
  3. Enquanto o creme arrefece um pouco prepare os legumes. Refogue a cebola e o alho em fio de azeite previamente aquecido, e deixe que refogue até que a cebola fique translúcida.
  4. Acrescente os restantes legumes e tempere de pimenta preta e de sal. Deixe que refoguem um pouco, apenas até que a cenoura e o brócolo cozinhem levemente. Não queremos que os legumes se desfaçam.
  5. Junte os legumes e as azeitonas ao creme que, entretanto, está mais frio, e envolva bem.
  6. Unte formas de queques ou ramequins com a manteiga, enfarinhe com a farinha de rosca, e preencha as formas com a preparado dos queques moles.
  7. Leve a cozer em forno pré aquecido a 180 °C, durante 25 a 30 minutos.

O centro ficará levemente cremoso, o que fará que os queques fiquem com o aspeto desajeitado, que na verdade é o que carateriza a receita, de queques moles

IMG_20201127_124621_561.jpg

Ter | 24.11.20

Marron glacé ou castanhas glaceadas

Gualter Rainha

IMG_20201121_155657_039.jpg

IMG_20201119_221746_154.jpg

ggg (1).jpg

Este ano aventurei-me com as castanhas e fiz esta receita nobre com castanhas, as castanhas glaceadas.

É um doce muito comum na Itália e na França, e requer alguma paciência e tempo para ser preparada, uma vez que demora entre 2 a 3 dias até estar pronta, mas cada passo e cada minuto compensam por cada suspiro de tão boas que ficam.

Relativamente à receita é normal que algumas castanhas se partam a meio, tenha cuidado em não as mexer demasiado quando as colocar na calda. Deixe que ferva a calda conforme recomendado, mas evite mexer as castanhas. 

Relativamente à curcurma pode ou não adicionar, a receita tradicional não leva. Eu quis dar um leve twist e que ficassem para o douradinho, e adicionei por esse motivo apenas.

Aproveite estas delícias para presentear a sua família pelo natal, são mesmo um gesto de carinho, por ser um doce com tanta atenção dedicada.

Ingredientes

  • 500 g de castanhas
  • 400 g de açúcar
  • 1 c. café de extrato de baunilha
  • 750 ml de água (para a calda)
  • 2 unidades de cravo-da-índia
  • 2 paus de canela
  • 1 c. de café de curcuma em pó (opcional)

Instruções

  1. Comece por fazer um corte nas castanhas conforme vê na foto. Depois de as ter cortado todas, leve-as a cozer numa panela de pressão durante 8 minutos após a panela ter ganho pressão. Após os 8 minutos recomendados, desligue e retire a válvula da pressão.

1605876823780294 (1).jpg

  1. Com as castanhas ainda mornas remova a sua casca, dado que estando ainda quentes, esse processo torna-se mais fácil. Enquanto descasca as castanhas prepare a calda de açúcar.
  2. Num tacho junte a água e o açúcar, as especiarias e a baunilha, e deixe formar uma calda em chama média a branda durante 15 minutos.
  3. Depois de ter a calda pronta introduza as castanhas e deixem que cozinhem em chama branda por mais 15 minutos. Desligue e deixe que as castanhas permaneçam na calda por 12 horas.
  4. Após as 12 horas de repouso, volte a levantar fervura às castanhas por 2 minutos, volte a desligar e a deixar as castanhas ficarem na calda por 24 horas, para absorverem mais calda aromatizada de especiarias e baunilha.
  5. Forre um tabuleiro de forno com papel vegetal e disponha as castanhas sobre o papel e reserve a calda. Leve as castanhas a secar durante minutos 30 a 1 hora à temperatura de 130 °C, conforme o seu forno. Pode deixar a porta do forno semiaberta para que as castanhas não queimem.
  6. Guarde as castanhas em frasquinhos esterilizados, e caso queira, pode conservar outras com calda, também em frascos esterilizados.

IMG_20201121_155420_006.jpg

Sex | 20.11.20

Castanhas assadas - Dicas

Gualter Rainha

IMG_20201118_172725_393.jpg

IMG_20201120_105646_098.jpg

A receita de hoje é bastante conhecida, quem nunca comeu castanhas, sejam elas cozidas ou assadas nas versões mais simples, ou em glacê, tartes e etc. Enfim uma infinidade de opções de receitas.

Hoje a receita é partilhada mais em modo de “dicas”, de forma a conseguirem as melhores castanhas asadas ou cozidas, em que a casquinha e a pele interior soltam-se completamente, facilitando na hora de descascar e comermos. Sabe bem melhor comer as castanhas dessa forma, porque torna-se menos aborrecido.

Espero que gostem e aproveitem.

Ingredientes

  • A quantidade de castanhas que desejar (eu utilizei 1 kg)
  • 2 c. sopa de sal grosso
  • Água até cobrir as castanhas

Instruções

  1. Comece por dar um corte nas castanhas. Este corte é muito importante, e a primeira dica é que corte a castanha de “lado a lado” na zona mais redondinha a apanhar um pouco da parte de “trás”, conforme vê na imagem abaixo. Dê um corte levemente profundo, a apanhar ligeiramente a polpa. Isso fará a pele soltar-se posteriormente das castanhas quando as colocarmos na humidade.

1605876823780294 (1).jpg

  1. Coloque as castanhas já com o corte num tacho com tamanho suficiente, e por cada kg de castanhas coloque 2 colheres de sal grosso. Cozinhe as castanhas por 3 minutos após a água começar a ferver. Depois dos 3 minutos escorra-as bem e salpique-as com sal enquanto estão molhadas.
  2. Pré-aqueça o forno a 180 °C a 200 °C, e disponha as castanhas já fervidas num tabuleiro de forno com o corte virado para cima. Este passo também é importante para as castanhas abrirem e o miolo soltar-se da casca.
  3. Leve as castanhas a assar durante 30 minutos a 35 minutos, ou vá vigiando conforme o seu gosto pessoal.
  4. Após estarem assadas retire-as do forno e acompanhe-as com um bom vinho tinto, ou outra bebida do seu agrado.

IMG_20201120_113640_826.jpg

Caso prefira as castanhas cozidas, o processo do corte ajudará igualmente.

  1. Coloque as castanhas a cozer numa panela de pressão, temperadas de sal ou com um pouco de açúcar caso prefira. Há quem tempere com açúcar e sementes de funcho/erva doce, variando de ilhas ou região do continente. Faça conforme o seu gosto pessoal.
  2. Levará entre 10 a 12 minutos a cozer após a panela ganhar pressão.

 

Qua | 18.11.20

Bolinhas energéticas de goji e girassol

Gualter Rainha

IMG_20201118_104751_504.jpg

IMG_20201111_165856_514.jpg

Esta receita além de ser colorida e ótima para o natal, quer para se oferecer ou ter na mesa, são uma ótima fonte de energia pré e pós treino para desportistas. Além disso como não contêm açúcares processados, são ótimas para matar aquele desejo por um doce.

Relativamente às bagas de goji, perguntaram-me se as podiam demolhar antes de preparar a receita. A resposta é sim, mas eu não o fiz. A receita está com as quantidades exatas às que utilizei, pelo que não será necessário. Mas se demolhar as bagas de goji tenha em atenção da quantidade de líquidos que colocará na receita, ou compense com mais coco ralado.

Ingredientes

  • 100 g de bagas de goji desidratadas
  • 120 g de sementes de girassol
  • 50 g de coco ralado
  • 2 c. sopa de geleia de arroz
  • 2 c. sopa de farinha de linhaça dourada
  • 1 c. sopa de água
  • b. de coco ralado para panar

Instruções

  1. Comece por pesar as bagas de goji, o coco, o girassol, e a farinha de linhaça, e introduza-os num processador de alimentos de forma a os triturar e obter uma mistura homogénea.
  2. Após ter a mistura homogénea acrescente a geleia de arroz e a água, e volte a triturar até obter uma massa moldável. Caso necessite rape as laterais do processador, e triture até obter uma massa perfeita, que dê para enrolar nas mãos.
  3. Faça bolinhas entre 10 a 15 g, e passe-as bem pelo coco ralado de forma a ficarem com uma camada branquinha, que além de saborosa, consegue transportar-nos para a quadra natalícia.

Reserve em frasquinhos esterilizados no frio, ou em frasquinhos e caixas decorativas para as oferecer pelo natal.

IMG_20201118_104612_269.jpg

Qui | 12.11.20

Cogumelos eryngii ao estilo asiático

Gualter Rainha

IMG_20201112_093841_312.jpg

IMG_20201112_093722_658.jpg

Ingredientes (2 pessoas)

  • 500 g de cogumelos erynguii
  • 2 dentes de alho picados
  • ½ pimento verde aos pedaços
  • ½ pimento vermelho aos pedaços
  • ¼ de pimento amarelo aos pedaços
  • 2 c. sopa de vinagre de arroz (ou sidra)
  • 1 noz de gengibre ralado
  • 1 piripiri fresco
  • Fio de óleo de sésamo (ou azeite)
  • 2 a 3 c. sopa de molho de soja intenso (espesso)
  • 1 c. sopa de molho inglês
  • 1 c. sopa de sementes de sésamo tostadas
  • Cebolinho fresco q.b.
  • Pitada de pimenta preta
  • 1 c. chá de açúcar amarelo
  • Sal q.b.
  • 75 ml de água
  • Arroz basmati ou arroz gohan a acompanhar

Instruções

  1. Comece por lavar e a laminar os cogumelos às rodelas. Entretanto aproveite para limpar os pimentos e a cortá-los em pedaços, e pique também os dentes de alho.
  2. Refogue ligeiramente o alho em fio de óleo de sésamo, logo depois acrescente os pimentos e deixe que refoguem levemente.
  3. Já com os pimentos levemente cozinhados, junte os molhos, o açúcar e o vinagre, junte também o gengibre ralado e o piripiri. Envolva e deixe cozinhar 2 minutos. O molho de soja “intensificado” conseguem em lojas asiáticas. Caso não consigam adicionem um pouco mais de molho de soja.
  4. Adicione os cogumelos e envolva-os aos pimentos. Deixe que os cogumelos cozinhem até reduzirem um pouco de volume.
  5. Acrescente a água, o cebolinho e o sésamo tostado, envolva e deixe levantar fervura apenas. Desligue e sirva.

IMG_20201105_210408_269.jpg

 

Seg | 09.11.20

Coxinhas de cogumelos

Gualter Rainha

IMG_20201109_094506_580.jpg

IMG_20201104_215640_803.jpg

A receita de hoje é um salgadinho muito popular no Brasil. Sim, estamos a falar das coxinhas.

Existem inúmeras receitas e variações, a base de massa que para mim funcionou melhor é a que partilho. Mas por certo, acredito, que varie de acordo com a marca da farinha ou manteigas utilizadas. 

O recheio é claro que o fiz vegetariano, e estas coxinhas são de cogumelos.

Espero que gostem.

Para a massa

  • 510 g de farinha T65 sem fermento
  • 250 ml de bebida vegetal sem açúcar
  • 60 g de manteiga vegetal
  • Pitada de pimenta branca
  • Sal q.b.
  • 1 dente de alho amassado.

Para o recheio

  • 500 g de cogumelos frescos
  • ½ cebola bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • Salsa fresca bem picada
  • Pitada de pimenta preta
  • 2 c. sopa de molho de soja
  • 1 colher de sopa de amido de milho
  • Sal a gosto
  • 1 c. sopa de sumo de limão
  • 1 c. café de rasca de limão

Para panar

  • 200 ml de água
  • 1 c. sopa de amido de milho
  • Farinha de rosca (pão ralado) q.b.

Instruções

  1. Comece por lavar os cogumelos. Com a ajuda de um garfo desfie-os todos para conseguir filamentos.
  2. Num tacho refogue levemente a cebola e o alho, que deverão ser mesmo muito bem picados. Acrescente as especiarias e a raspa de limão, e deixe que libertem os seus aromas.
  3. Junte os cogumelos e a salsa bem picada, e deixe que os cogumelos cozinhem bem.
  4. Junte o molho de soja e o sumo de limão e o amido de milho, envolva e retifique de sal. Deixe reduzir os líquidos até conseguir um recheio levemente moldável. Reserve enquanto preparara a massa.
  5. Num tacho, junte todos os ingredientes para a massa com a exceção da farinha, e deixe que a manteiga derreta completamente.
  6. Um pouco antes de ferver remova o dente de alho esmagado e adicione a farinha peneirada. Mexa com uma colher de pau sem parar, até que a massa forme uma bola de massa uniforme e que não grude nas mãos. Desligue e deixe arrefecer 5 minutos.
  7. Amasse a massa um pouco mesmo com as mãos, apenas para garantir que fica lisa e perfeita para moldar as coxinhas.
  8. Retire bolinhas de massa, e com a ajuda dos dedos e com a palma da mão, forme uma cavidade no centro onde colocara o recheio.
  9. Coloque o recheio na cavidade, e novamente com a ajuda dos dedos, continue a puxar a massa para cima até fechar por completo e dessa forma dar a forma de coxinha, conforme vê na foto. Caso necessite, emende com um pouco de massa na extremidade para ficarem perfeitinhas. Repita até terminar.
  10. Num recipiente junte a água e o amido de milho e envolva bem. Passe as coxinhas nessa mistura, e de seguida passe-as farinha de rosca e repita o processo em todas.
  11. Aqueça bem o óleo antes de colocar as coxinhas. Frite-as gradualmente até ficarem douradinhas e levemente estaladiças na crosta exterior.

IMG_20201109_094120_488.jpg

IMG_20201109_094938_846.jpg

IMG_20201109_094835_406.jpg

Qui | 05.11.20

Sopa de miso e cogumelos enoki

Gualter Rainha

IMG_20201102_165536_457.jpg

IMG_20201105_093157_120.jpg

Se há pratos que tenho gosto de comer nas estações do ano mais frias, são as sopas asiáticas. Ricas e condimentadas em especiarias. Aquecem e reconfortam.

Adoro caldos com miso, um ingrediente tão nobre e saboroso com inúmeros beneficios para a nossa saúde. Nesta altura do ano, são um excelente reforço ao sistema inunitário. 

Relativamente à sopa, não juntei noodles, mas caso o queiram fazer para ser mais saciante, poderão fazê-lo.

Espero que gostem!

Ingredientes (1 dose)

  • 100 g de cogumelos enoki
  • 1 c. de sobremesa de miso branco
  • 1 c. sopa de levedura nutricional de cerveja
  • ½ dente de alho
  • ½ piripiri fresco
  • 1 pedaço de gengibre fresco
  • Coentros frescos q.b.
  • Sal q.b.
  • Pitada de pimenta preta e cominhos em pó
  • Sementes de sésamo tostadas
  • Sumo de limão q.b.
  • Fio de óleo de sésamo (ou azeite se não tiver o óleo de sésamo).

Instruções

  1. Corte a extremidade (caule não comestível) dos cogumelos enoki e descarte-o. Lave bem os cogumelos.
  2. Ferva 200 ml de água e coloque os cogumelos a cozer no calor da água por 5 minutos.
  3. Enquanto isso, junte o alho, o gengibre e o piripiri no almofariz e esmague-os até ficarem totalmente desfeitos. Leve esta mistura esmagada a refogar levemente em fio de óleo de sésamo, por 2 minutos apenas, e aproveite para temperar com as especiarias, o sal e um pouco de coentros frescos.
  4. Voltando aos cogumelos já com a temperatura tépida, junte a levedura nutricional e o miso à água, envolva, e tempere de sal se for necessário.
  5. Coloque o caldo e os cogumelos numa tacinha, junte o refogado em cima dos cogumelos, decore com sementes de sésamo, coentros frescos e esprema um pouco de sumo de limão na hora de comer.

IMG_20201105_093906_388.jpg

Qua | 04.11.20

Doces de ananás dos Açores (Halloween - 2020)

Gualter Rainha

IMG_20181106_103243_244.jpg

IMG_20181106_104129_172.jpg

Este ano decidi dar uma forma diferente ao ananás dos Açores pelo Halloween. Ficou bastante engraçado, e os docinhos uma delícia.

Fica esta doce travessura de 2020, com ananás. Espero que gostem. 

Ingredientes

  • 450 g de polpa de ananás
  • 350 g de açúcar refinado
  • 100 g de coco ralado
  • 1 c. de chá de curcuma em pó para colorir

Instruções

  1. Retire a polpa do ananás e triture-a no liquidificador até ficar bem aveludada.
  2. Transfira a polpa para uma panela com o açúcar e com o coco ralado e ligue o médio a baixo e deixe cozer por alguns minutos.
  3. Quando o creme começar a ferver, mexa-o para que não pegue no fundo. Aos poucos irá engrossar, e o creme e deverá atingir o ponto de estrada. O ponto será quando passar a espátula e a massa separa-se com aparência mais viscosa e a grudar no fundo do tacho. Nessa altura desligue.
  4. Transfira a massa para um prato e cubra-a com pelicula aderente. Deixe que a massa praticamente arrefeça.
  5. Com a mãos tire pequenos pedaços da massa e enrole-a com a palma das mãos até conseguir o formato de um ananás, aparentemente. Caso necessite unte as mãos em óleo de coco ou em água para facilitar enquanto molda os doces.
  6. Pode passar por açúcar caso pretenda e decore com um raminho pequeno de sebes. Caso queira decorar com o formato de Halloween só tem de pintar com tinta comestível, ou com autocolantes.

Rende cerca de 40 unidades.

123236030_2722840014697431_7198723407441884335_o.j